Arquivo de Julho, 2011

CLDS – Loja Social “Bem-me-quer”


Segunda-feira, Julho 25th, 2011

Tendo em consideração a emergência de novos casos de exclusão social e a persistência de fortes desigualdades sociais subjacentes à problemática da pobreza, é premente por parte das instituições locais a implementação de novas respostas sociais.
Neste sentido, o Projecto “Quatro Âncoras” da Santa Casa da Misericórdia da Murtosa criou em Dezembro, a Loja Social “Bem me Quer” que visa potenciar a solidariedade e responsabilidade social da comunidade. Surge como forma de rentabilizar os recursos existentes e facilitar o seu acesso por parte dos mais desfavorecidos.

A este espaço está agregada a Agência de Banco de Tempo e um grupo de artesanato, fruto da auto-organização de um grupo de Murtoseiros.

Passados 6 meses da abertura da Loja, cerca de 40 famílias carenciadas beneficiaram desta nova resposta.

Local:
Rua António Vieira Pinto nº 18 (antiga loja da menina Elisa) no Monte

Horário:
2ª Feira e 5ª Feira das 15h00 às 17h0 (marcação prévia com as Técnicas do Projecto “Quatro âncoras“)

Recebemos: vestuário, calçado, livros, electrodomésticos entre outros materiais que possam ser entregues a famílias carenciadas

Venha conhecer este espaço, criado para ajudar quem mais precisa!

CLDS – Grupo de Voluntárias


Segunda-feira, Julho 25th, 2011

No âmbito da acção “A-companha” o projecto “Quatro âncoras” criou um grupo de voluntárias para facilitar a concretização das acções sócio-culturais com idosos. O grupo foi criado no primeiro ano do projecto, em 2010, tendo, desde então, permanecido extremamente presente e activo nas actividades desenvolvidas. As nossas voluntárias são já parte integrante da equipa que acompanha diariamente os idosos e que dão parte do seu tempo, tão generosamente, a fazer aquilo que tão bem sabem: dar todo o seu carinho aos idosos do Lar da Santa Casa.

Às quinze voluntárias que compõem o nosso Grupo, em nome dos idosos e das funcionárias, o nosso profundo obrigado!

CLDS – “Caminhar por distracção faz bem ao coração!”


Sexta-feira, Julho 22nd, 2011

 

O Projecto Quatro Âncoras realizou no dia 18 de Junho uma Caminhada, sob o lema” Caminhar por Distracção, faz bem ao Coração”. Esta actividade dirigiu-se a todas as pessoas interessadas em adoptar um estilo de vida saudável  bem como  partilhar um momento de convívio e boa disposição.

O ponto de encontro foi na Santa Casa da Misericórdia da Murtosa, às 9h30, tendo grupo passado pelos seguinte locais: Largo da Feira dos Cinco; Cais do Chegado; Bico; Ribeira de Pardelhas; SCMM,totalizando cerca de 8 km.

Esta acção foi dinamizada pelo Professor Paulo Vidal, que acompanhou os cerca de 86 participantes, que partilharam uma manhã, repleta de boa disposição, bom tempo e ainda puderam fazer algo pela sua saúde, através de uma das formas mais recomendadas de exercício físico -  a caminhada, a qual é vista como forte factor de prevenção de doenças. Deste modo, estes aspectos parecem indicar um balanço muito positivo da actividade, dada a adesão e motivação dos participantes na mesma.

CLDS – 3 Meses de Banco de Tempo


Sexta-feira, Julho 22nd, 2011

 

Três meses passaram desde a inauguração da Agência de Banco de Tempo da Murtosa. Fazemos agora um balanço das actividades desenvolvidas e das trocas efectuadas. 

A agência da Murtosa tem até ao momento  31 membros activos.As trocas efectuadas têm vindo, aos poucos, a contribuir para a promoção do sentido de comunidade, através de trocas de serviços variados. Trocam-se arranjos de costura por aulas de informática, explicações por preenchimento de documentos; iguarias culinárias por manutenção de flores e jardins; limpeza de vidos por companhia. Tirar idosos da solidão, dar explicações, ajuda informática e arranjos de costura são alguns dos pedidos mais solicitados na nova Agência de Banco de Tempo da Murtosa.

O grupo de artesanato “ponto sem nó(s)” é já fruto da mobilização de alguns membros que partilham o gosto pelo artesanato, juntando-se às 2ª e 5ª feiras numa antiga retrosaria (conhecida na Murtosa pela “loja da Menina Elisa”) para trocar horas em torno das artes manuais mas acima de tudo para saírem de suas casas e conviver.

No dia 18 de Junho o projecto “quatro âncoras” organizou uma caminhada pelos percursos pedestres junto à ria de Aveiro, sob o lema “caminhar por distracção faz bem ao coração”, que contou com a participação dos membros da Agência.

Foi já organizada uma sessão de esclarecimento realizada no auditório da Santa Casa para explicar o funcionamento dos Bancos de Tempos e tentar angariar novos membros.

A Gerência continua envolvida na organização de mais actividades que continuem a dar vida à Agência e a contribuir para valorizar o tempo de cada membro!

 Poema  

“No Banco de Tempo

Há sempre tempo para ajudar

A ler e escrever

E até costurar

No Banco de Tempo

Vamo-nos todos ajudar

Fazer companhia a uns e a outros

Para o tempo melhor passar!”

(São Lopes, membro n.º13 da Agência da Murtosa)

CAFAP – Comunicação na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra


Terça-feira, Julho 5th, 2011

A equipa do CAFAP da Santa Casa da Misericórdia da Murtosa foi convidada pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, por intermédio da Dra. Ana Melo, para realizar uma comunicação para os alunos do 1º ano do Mestrado em Psicologia Clínica e Saúde – Subárea de especialização em Sistémica, Saúde e Família.

Esta comunicação esteve inserida na unidade curricular de Intervenção Sistémica II: Contextos de Aplicação e procurou fazer uma integração e exploração dos principais aspectos do modelo de intervenção que foi adoptado pela equipa do CAFAP – Modelo de Avaliação e Intervenção Familiar Integrada – MAIFI (Melo & Alarcão, 2011). Este modelo é utilizado pelo CAFAP da Santa Casa da Misericórdia da Murtosa no acompanhamento que é efectuado às famílias que entram no Eixo 1 de intervenção: Avaliação e Intervenção Familiar Integrada.

A equipa do CAFAP considerou a experiência muito positiva, manifestando o seu agradecimento pelo convite que lhe foi endereçado!

CAFAP – Comunicações no 2º Encontro “Crescer em Família”


Terça-feira, Julho 5th, 2011

 

A equipa do CAFAP da Santa Casa da Misericórdia da Murtosa foi convidada pelo CAFAP “Saber para Crescer” da Associação de Solidariedade e Acção Social (ASAS) de Santo Tirso, para realizar comunicações nas duas sessões plenárias do 2º Encontro “Crescer em Família”. Este 2º Encontro realizou-se no passado dia 27 de Maio de 2011, na Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento, em Santo Tirso, entre as 9h00 e as 17h45.

Neste Encontro, a equipa do CAFAP preparou duas comunicações que foram apresentadas durante as sessões plenárias que se realizaram para anteceder os workshops que estavam previstos dentro de vários temas. A sessão plenária da manhã foi subordinada ao tema “Avaliação Familiar em Situações de Risco/ Perigo”, tendo sido moderada pela Dra. Mariana Negrão, da Universidade Católica Portuguesa do Porto. À tarde, foi apresentada uma comunicação que versou o tema “Intervenção Familiar em Situações de Risco/ Perigo – Construção e Negociação de um Projecto de Mudança” e que foi moderada pelo Dr. Pedro Dias, da Universidade Católica Portuguesa do Porto. Estas comunicações foram elaboradas tendo em conta a experiência que a equipa do CAFAP tem tido com as famílias acompanhadas ao longo dos anos de prática desenvolvida no concelho da Murtosa.

A equipa do CAFAP considerou a experiência muito positiva, manifestando o seu agradecimento pelo convite que lhe foi endereçado!

Estágios de Psicologia – Programa de Treino de Competência – “A Caminho da Escola”


Sexta-feira, Julho 1st, 2011

As estagiárias de Psicologia da Santa Casa da Misericórdia da Murtosa (SCMM), alunas do segundo ano de Mestrado de Psicologia Clínica, ramo de Família e Intervenção Sistémica do Instituto Superior Miguel Torga de Coimbra, à semelhança do que aconteceu no Lar de Idosos e Centro de Dia, realizaram também algumas actividades no Infantário.

Assim, as estagiárias consideraram ser útil a implementação de um programa de desenvolvimento de competências junto das crianças da sala dos 5 anos. O programa de desenvolvimento de competências denominado “A Caminho das Escolas” foi integralmente construído pelas estagiárias, a partir das necessidades identificadas na avaliação previamente efectuada. Este programa procurou promover nas crianças as competências que se encontravam menos consolidadas, facilitando assim a transição para o 1º ciclo do ensino básico e contribuindo para o seu crescimento e desenvolvimento saudável e seguro. Pretendeu ser, antes de mais, uma actividade de apoio ao currículo de que as crianças beneficiam no pré-escolar.

Para que a implementação deste programa fosse pautada por critérios de qualidade e rigor metodológico, foram tomadas algumas medidas, designadamente: pedido de autorização aos pais para a participação no programa (Dezembro de 2010); avaliação da percepção dos pais acerca do desenvolvimento das suas crianças (Dezembro de 2010); avaliação da percepção da Educadora relativamente ao desenvolvimento global das competências da turma (Dezembro de 2010); avaliação individual de cada criança, no que se refere ao desenvolvimento das principais competências, consideradas como pré-requisitos essenciais à aquisição de aprendizagens no 1º ciclo do Ensino Básico (Janeiro de 2011). Estes procedimentos tiveram como objectivo a recolha de uma série de dados que permitiram, posteriormente, a construção do programa propriamente dito, adaptado às necessidades específicas das crianças desta turma.

A implementação do programa decorreu durante os meses de Março a Maio, em 8 sessões, através da realização de actividades e dinâmicas sobre os temas/ conceitos globalmente menos consolidados (competências auditivas, conceitos numéricos, competências grafo-motoras, conceitos linguísticos, competências visuais e competências de motricidade global). O programa foi construído tendo por base a metáfora do traje académico de um estudante universitário.

Assim, em cada sessão foi trabalhado um dos temas e, no final, atribuído um brinde à criança (por exemplo, bengala, cartola, gravata, etc.), simbolizando o esforço realizado por esta no treino daquelas competências específicas. No final, as crianças trajaram, usando todos os brindes recebidos. Durante a implementação do programa, foram ainda enviados folhetos informativos aos pais, para que em casa pudessem também reforçar as competências trabalhadas na sessão.

 

Ao longo das sessões foi notória a evolução das crianças, tanto a nível do desenvolvimento das competências trabalhadas, como a nível da relação estabelecida com as dinamizadoras, pelo que se considera que o programa poderá ter sido útil para uma melhor transição para o 1º ciclo do Ensino Básico.


© 2009 Santa Casa da Misericórdia da Murtosa | desenvolvido com Wordpress | Template por Jorge Oliveira | Entries (RSS) and Comments (RSS).